segunda-feira, 18 de maio de 2009

Ave de fogo

E vai trilhando a ave de fogo
fogo do espírito
espírito do povo

Povo que não voa,
rasteja e cava
esbraveja mas exala
o perfume da brasa
do sol escaldado
mártir sem pecado
que não merece
mas compadece
povo que não tem casa

E vai trilhando junto do fogo
fogo da tocha
esperança do povo

Vivendo em exílio
eterno exílio
busca seu lugar
na selva,
entre onças e concretos
arrastando a família
sabendo...que não tem para onde voltar

Ave ardente do sol de fogo
escalda, queima e embrasa,
renasce o povo

Terra...
Brasa...
Guerra...
Povo...
Sem asa...


Gustavo Ruzene Ramos


Minha primeira letra de música. Começou com a idéia de uma poesia,
mas eu fiz a besteira de cantá-la...

3 comentários:

Histórias do Arteiro disse...

Parabéns pela letra, pena não poder ouvir a melodia. MAs com a sensibilidade que vc demosntra nas coisas que escreve, deve ser legal. Boa sorte!!!

Se puder, dá uma olhada no meu blog, vc já esteve lá antes..

http://historiasdoarteiro.blogspot.com/

Acantha disse...

quero essa música ainda....
vc tem uma criatividade linda pra escrita... uma melodia com esse amor pelo povo que vc tem... ficará linda tbm

Gi Moreira disse...

Pois bem fez em sonorizar o que já era melodia! Rss...

Gostei muito do que escreve também!
Cortante, forte, fogo!

Abraços!